quarta-feira, 18 de novembro de 2015

The Green Inferno

Há muito que tinha na lista dos filmes a ver este The Green Inferno de Eli Roth, e aproveitei o o facto de ver o Knock Knock para o fazer.

Comecemos por dizer que The Green Inferno é um filme de canibais, um género que não conseguiu (ainda?) ganhar a popularidade dos filmes de vampiros nem dos zombies, mas que de tempos a tempos lá vai regressando para nos relembrar que ainda existe.

A história é simples, uma jovem que "quer fazer a diferenças" envolve-se com um grupo de activistas que parte para a selva amazónica para impedir a destruição de uma tribo... e descobre que afinal a tribo até os acha bem apetitosos.

Surpreendentemente, o filme acaba por não ser tão mau quanto se pudesse antecipar - embora por outro lado isso possa ser visto pela perspectiva inversa. É que o filme acaba por nem exagerar muito nas mortes agonizantes (que se resumem a menos de 5 minutos de tempo de filme), o que poderá ser pouco para quem desejasse ver mortes ainda mais terríveis e numerosas.

O filme acaba com a dica que as coisas poderão não ficar por ali... pelo que se calhar, um destes dias, ainda nos sujeitamos a levar com um The Red/Blue Inferno (ou White, se decidirem fazer o próximo na neve.)




Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails