quarta-feira, 14 de outubro de 2020

The Haunting of Bly Manor

Depois de The Haunting of Hill House, Mike Flanagan regressa à Netflix com a sua nova história sobre mansões assombradas: The Haunting of Bly Manor.

O tema da mansão assombrada mantém-se, mas desta vez temos uma história (e estilo) completamente diferente. Um ex-professora, que também lida com os seus próprios fantasmas, vai trabalhar como educadora de duas crianças que vivem numa mansão isolada - uma posição que nenhum outro candidato queria preencher. E, como seria de imaginar, não vai demorar para que se comecem a notar coisas "estranhas".

Não se preocupem os mais sensíveis, não temos nada de verdadeiramente assustador no sentido das tácticas "fáceis e baratas" de assustar os espectadores, como é habitual neste género. Na verdade, acaba por ser uma história que se vai baseando mais na intriga e curiosidade, e que nos vai obrigando a juntar as peças do puzzle para tentar perceber o que se passa, e que só acabará por ser completamente explicado no penúltimo episódio.

Dito isto, claro que estão presentes as habituais surpresas de Flanagan escondidas no plano de fundo, que os olhares mais atentos poderão ir detectando ao longo da série, mas que poderão passar despercebidos a muitos (e não ajuda que no caso de quem estiver a ler as legendas, a atenção se foque sobre elas e não se dedique a 100% à imagem).


Se estiverem com dificuldade para detectar o que se passa na segunda imagem, prestem atenção ao que se esconder por trás do rádio no balcão da cozinha. :)

Em suma, recomendado, até para aquelas pessoas que tradicionalmente poderiam não gostar de histórias de fantamas.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails