quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

The Cloverfield Paradox


Chegou de surpresa à Netflix um inesperado The Cloverfield Paradox, mais um filme que se vem jantar ao rol de filmes "Cloverfield" de J.J. Abrams.

O primeiro Cloverfield foi um filme que nos surpreendeu pela positiva, adoptando o estilo "found footage" para nos apresentar uma história do qual se saía com mais perguntas do que respostas. O segundo, 10 Cloverfield Lane, pouco fez para apaziguar as respostas, adoptando um registo completamente diferente (um "bunker movie") que no final segue por um caminho algo despropositado... E agora temos este The Cloverfield Paradox.

Em The Cloverfield Paradox acompanhamos uma equipa de cientistas numa estação espacial que tentam resolver o problema da crise energética na Terra, tentando por em marcha um sistema que gerará "energia ilimitada". A mudança de estilo é bem vinda, e a produção está ao melhor nível do que se podia esperar...mas infelizmente a coisa fica-se por aí. A história é fraca (para não dizer inexistente) e acaba por servir apenas para dar "carta branca" a tudo o que a saga de filmes "Cloverfield" quiser fazer daqui para a frente, em qualquer local, em qualquer estilo, em qualquer época.

Na verdade, chegamos ao fim do filme com a sensação de que a a magistral campanha de anunciar o filme apenas no dia em que ficou disponível foi afinal concebida para ser um "engodo"... para fazer com que a maioria das pessoas fosse a correr ver o filme...antes de começarem a ler reviews a dizer que melhor fariam em dedicar o seu tempo a outra coisa.

Eu não chegaria a tanto... o filme acaba ficar "bem" posicionado na secção de filmes sci-fi direct-to-video; pena é que a história e concretização da mesma não esteja à altura do que seria desejado.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails