terça-feira, 13 de agosto de 2019

Akira


Seria impossível dedicar este Verão ao anime sem referir aquele que considero ser uma das obras-primas do género: Akira, de Katsuhiro Otomo.

Posso dizer com grande orgulho que este filme de 1988 foi o primeiro que me fez ficar literalmente de queixo caído a olhar para o ecrã e me fez apaixonar definitivamente pelo anime. Sim, é certo que anteriormente já era fã do género, não perdendo séries como Conan o Rapaz do Futuro; mas quando vi Akira pela primeira vez, nada me podia ter preparado para o que se estava a desenrolar diante dos meus olhos.

Mal sabia eu que, à data, Akira tinha sido mais dispendioso anime de sempre (embora se note, com uma animação super-fluida e que já na altura recorria a alguma ajuda dos computadores), ou que a adaptação dos manga (também de Katsuhiro Otomo) tinha obrigado a cortar uma história épica ao seu mínimo indispensável para caber num único filme - mas nada disso importava. As imagens e história foram suficientes para gravar Akira permanentemente nas minhas memórias. E o mais curioso é que passadas três décadas, o filme continua tão impressionante como o era em 1988.

Nesta altura aguarda-se com ansiedade para saber se realmente teremos uma versão live-action de Akira, que anda a ser falada há anos, e que estaria a cargo de Taika Waititi - mas o projecto tem sido constantemente adiado e continua sem data concreta para se realizar (ou não). Mas não faz mal... vejam o original que não se irão arrepender.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails