quarta-feira, 8 de maio de 2019

The Wandering Earth


No outro dia falamos dos efeitos especiais de The Wandering Earth, desta vez é para falar do filme mesmo.

Não é segredo que fiquei com muita curiosidade para ver The Wandering Earth desde a primeira vez que ouvi falar dele. Este épico sci-fi chinês leva-nos numa aventura em que a expansão do Sol obriga a um plano radical de sobrevivência, levando todo o planeta Terra numa viagem de milhares de anos até outro sistema estelar. Mas, passado pouco mais de uma década, surge o risco de nem conseguirmos passar por Júpiter, estando em risco a destruição do nosso planeta e a extinção de toda a humanidade.

Na sua base, estamos perante um "disaster movie" à escala global, e que fará as delícias de todos os que gostem de ficção científica (com particular ênfase na ficção). Não será bom tentar perder demasiado tempo a validar a ciência por trás da tarefa de transformar o nosso planeta numa nave espacial, mas - quer seja como efeito secundário ou de forma propositada - o filme consegue, de facto, transmitir-nos a ideia bem real de que o nosso planeta Terra pode ser equiparado a uma nave espacial que nos leva numa viagem pelo universo, e que seria aconselhável tratá-la de melhor forma. Já que, se assim não for, a vida em qualquer outra "nave espacial", será bem pior.

De resto, embora numa narrativa nem sempre bem estruturada, é filme que garantirá duas horas de entretenimento. E, está à distância de alguns cliques na Netflix.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails