terça-feira, 15 de janeiro de 2019

The Innocent Man


Depois do sucesso de Making a Murderer, a Netflix traz-nos mais um documentário sobre casos de pessoas inocentes que foram para a prisão. The Innocent Man, que nos chega directamente de John Grisham - conhecido escritor e um dos directores do Innocence Project norte-americano - foca-se sobre dois estranhos casos de jovens que foram assassinadas numa pequena povoação dos EUA, e que acabaram por resultar em quatro condenados.

Os atropelos verificados nos casos em si, nada ficam atrás dos do caso de Making a Murderer, no entanto, servem também para demonstrar que não basta ter uma boa história para contar para que isso se torne imediatamente cativante para os espectadores. Ao contrário de Making a Murderer, cuja primeira temporada nos consegue prender ao ecrã e mexer com as nossas emoções, neste The Innocent Man o relato vai sendo feito vagarosamente (e arrisco-me a dizer: um pouco "atabalhoadamente" nos episódios iniciais) - mais parecendo cometer o risco de assumir que o espectador já estará familiarizado com os casos em questão, coisa que até poderá resultar nos EUA mas não nos países que nunca ouviram falar destes casos.

É pena, pois os casos em si tinham todo o potencial para se tornarem dignos sucessores do mediatismo mundial conseguido pelo Making a Murderer; e talvez contribuindo para acelerar as muito necessárias reformas no sistema de justiça norte-americano, onde este tipo de coisa começa a parecer ser a "regra" e não a "excepção".


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails