terça-feira, 26 de setembro de 2017

Star Trek: Discovery


Já está disponível no serviço Netflix o mais recente Star Trek: Discovery - neste momento apenas com os dois episódios iniciais, com os restantes a chegarem semanalmente - e pelo que se pode ver até ao momento, é um excelente complemento a todas as restantes séries Star Trek que fomos vendo ao longo das décadas.

Estes dois episódios servem de introdução a este universo com eventos que decorrem uma década antes da série original, e onde não tem havido contacto com os Klingons há cerca de um século. Isso vai mudar quando a Federação envia uma nave para reparar um satélite de comunicações destruído num local remoto da sua área e.... como tinha que ser, se vai deparar com os Klingons em pleno processo de unificação das suas 24 tribos para, juntos, derrotarem a Federação.

O "feeling" da série consegue manter-se suficientemente fiel ao que estamos habituados, embora tenha sido obrigada a fazer diversas concessões - se por um lado temos uma justa homenagem aos elementos clássicos da série original (como os comunicadores e as pistolas), por outro lado as exigências dos espectadores fazem com que exista tecnologia que pareça ser bastante superior à utilizada na Enterprise da série original (lembram-se do seu ecrã de tamanho ultra-reduzido?) Mas nada disso impede o desejo de acompanhar esta aventura... que pelo menos terá caminho aberto durante a próxima década, antes de ter que se preocupar em manter as coisas sincronizadas com a série que nos deu a conhecer Kirk e Spock.

Neste dois episódios, ambos terminam em situações que nos deixam a querer mais, mas infelizmente isso só pode ser tratado no primeiro; já que depois do segundo será necessário aguardar mais uma semana para sabermos como a nossa protagonista se irá livra da grande "embrulhada" em que se meteu.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails