quarta-feira, 2 de novembro de 2016

Doctor Strange

A família Marvel não pára de se expandir para as salas de cinema, e um dos últimos a fazê-lo é o místico Doctor Strange - que curiosamente, é um dos meus personagens favoritos da banda desenhada. Por norma, o primeiro filme, que obrigatoriamente nos conta a história da sua origem costuma deixar bastante a desejar; mas neste caso penso que terá sido um dos melhores "primeiros filmes" para um super-herói Marvel.

A história é a de um neurocirurgião de renome que vê a sua via desabar à sua volta quando um acidente o deixa com as mãos inutilizadas para desempenhar cirurgias. Quando esgota as esperanças de cura à custa da medicina moderna, tenta desesperadamente uma solução alternativa... e "estranha". É aí que toma contacto com o mundo místico, mas que vem acompanhado de ameaças que à partida preferiria não conhecer.

Benedict Cumberbatch encaixa perfeitamente no papel de Doctor Strange, e quem tiver ficado hipnotizado pelos efeitos de cidades a dobrarem-se sobre si mesmas de Inception poderá novamente revisitar esses efeitos em dose reforçada neste Doctor Strange. Agora só tenho que o ir rever em IMAX, pois na versão 4DX podemos ter as cadeiras a abanar, mas a projecção estava bastante mais escura do que seria desejável.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails