quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Insidious: Chapter 3

Depois de escrever filmes como Saw e Insidious, Leigh Whannell achou que há terceira estava na altura de sentar na cadeira de realizador, e assim nos fez chegar Insidious: Chapter 3.

Não é fácil a um filme inovar neste género já mais que congestionado do cinema ao longo de mais de meio século; no entanto, os primeiros Insidious (Insidious 1 e Insidious 2) até conseguiu fazer algumas coisas interessante, embora depressa optasse por se colar ao que já conhecemos de outros filmes.

Neste Insidous Chapter 3 parece confirmar-se que essa colagem é afinal deliberada, pois novamente temos um filme que quase poderia ter tido origem em argumentos fotocopiados de outros filmes, com preferência pelo "Poltergeist" (com o qual já os dois primeiros capítulos têm demasiadas parecenças.)

Também como é costume, neste capítulo 3 temos uma prequela que nos leva a eventos antes dos filmes anteriores, e centra-se numa rapariga que pretendia contactar a mãe que já tinha morrido, e no processo atraído a atenção de um espírito sedento de a arrastar para o "outro lado". Caberá a Elise Rainier, que já tinha decidido deixar de fazer este tipo de serviço, ajudar a combater este mal, ao mesmo tempo que tem que lutar contra outro espírito que a marcou como alvo.

... Pelo meio, não falta uma dupla de "caçadores de fantasmas" a fazer o habitual papel de comic relief, e de resto, tudo corre como se faria prever.

Não quer parecer demasiado exigente: o filme até se vê bastante bem, e poderá assustar os menos habituados a este género de filme. Mas para quem já contar com os "clássicos" na sua lista de filmes já vistos... acaba por parecer uma simples reciclagem de elementos já bem conhecidos.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails