terça-feira, 9 de março de 2021

Cosmic Sin

Bruce Willis tem entrado numa série de filmes duvidosos nos últimos anos, que resumidamente podem ser classificados na categoria "os actores também têm contas para pagar", e infelizmente é isso que volta a acontecer. Depois do terrível Breach, temos novo filme sci-fi que, lamentavelmente, é descrito pelo seu próprio nome: Cosmic Sin.

Este filme é uma verdadeiro pecado cósmico só pelo facto de existir, e é também triste que Bruce Willis já nem sequer tenha honras de figurar em primeiro lugar nos crédito, com isso a ir para Frank Grillo - que de certa forma se pode dizer que tem tido um percurso idêntico ao de Bruce Willis. Acho que nem será preciso perder tempo a falar do filme em si, que se limita a atirar um punhado de ideias (ou melhor dizendo, uma única ideia) sci-fi para um misturador, e a tentar fazer com que do outro lado saia um filme.

Vale pelo esforço da produção em tentar fazer com que algumas das coisas ficassem com bom aspecto "para a fotografia"... mas mesmo assim o resultado continua a ser daquelas coisas que só deveria existir para ocupar as prateleiras de série B dos tempos áureos dos videoclubes.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails