sexta-feira, 14 de setembro de 2018

The Darkness


Depois de ter passado por uma estranha fase em que vi comédias românticas (o horror!!!) eis que regresso finalmente aos meus géneros favoritos, a começar por um filme que me tinha passado ao lado, mas que não podia deixar de espreitar, não só por contar com um elenco de luxo (Kevin Bacon, Radha Mitchell e David Mazouz - que podem conhecer como o jovem Bruce Wayne de Gotham, ou a criança de Touch) como também por ser escrito e realizado por Greg McLean (o mesmo que nos trouxe Wolf Creek).

Este The Darkness É um filme que não quer inventar nada, e por isso se resume a uma fórmula bem conhecida: durante uma viagem de família ao Grand Canyon, o miúdo (que é autista e capaz de ver "coisas que os outros não vêem) encontra uma misteriosas pedras numa caverna ancestral e leva-as para casa; e no processo abre as portas para que umas entidades começam a assombrar a sua família e a gerar todo o tipo de fenómenos e acidentes.

Há algumas tentativas vertentes que poderiam ter sido melhor exploradas mas ficam por aproveitar; e há outra que nos fazem vontade de ficar logo por ali - como a explicação super-detalhada e repetida sobre as entidades e tudo o que se estava a passar, que parece ter sido lá enfiada com receio de que os espectadores não percebessem o filme por si próprios (só faltava mesmo que no final do vídeo do YouTube que explica o fenómeno, aparecesse uma mensagem a dizer "clique aqui para chamar os caça-fantamas", o que de resto acaba por acontecer, com feeling de homenagem / copianço do Poltergeist).

Enfim, não é que seja mau... mas também não se pode dizer que seja bom. É suficiente para cumprir o propósito de quem quer ver um horror movie que possa inspirar uns saltos a quem não estiver habituado a estes filmes (desde que vejam o filme com o volume adequado). Mas para os "veteranos" que já tiverem passado pelo Wolf Creek... será uma brincadeira de crianças. :)



Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails