sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Suicide Squad

Já chegou às salas de cinema nacionais um dos filmes mais aguardados do ano, que em vez de se centrar sobre super-heróis, se centra nos super-vilões: Suicide Squad.

A história não apresenta segredos, com o desaparecimento de Super-Homem o governo dos EUA quer precaver-se contra futuros inimigos com super-poderes, e para isso vai recorrer à improvável ajuda de alguns super-vilões que tinha capturado. O resultado é uma equipa multifacetada que, contra todas as expectativas, até acaba por trabalhar bem em conjunto, e que terá que o fazer para impedir a destruição de toda a raça humana.

O filme resulta bastante bem, em grande parte à custa da interpretação que Margot Robbie faz da "maluca" Harley Quinn (mesmo se por alguns instantes até parece ter ido buscar inspiração a Milla Jovovich) em conjunto com o alucinado Jorker de Jared Leto, que tinha a difícil tarefa de nos fazer "esquecer" a marcante versão do falecido Heath Ledger.

Como qualquer bom filme que se preze, também não faltam polémicas. Os fãs da DC querem processar alguns sites devido às críticas exageradamente negativas que por lá têm surgido; e talvez não menos importante, nem os curtos calções de Harley Quinn escapam... pois parece haver versões do filme onde os mesmos foram aumentados digitalmente! (Sim, houve alguém em Hollywood que terá passado horas a retocar os pixeis do rabo de Margot Robbie!)



Enfim, resta referir que o filme acaba por ser bastante curto (há algumas coisas que mereceriam tratamento mais prolongado, esperemos que tal como aconteceu com Batman v Superman, surja uma versão "extended" em breve), mas tem a vantagem de não se fazer descaradamente a uma sequela. É um filme para ver e desfrutar, e nada mais... embora não falta a habitual cena nos créditos que serve para dar mais um toque para o filme que aí vem.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails