quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015

Jupiter Ascending

Finalmente, depois de muito tempo de espera e alguns atrasos, Jupiter Ascending chega às salas de cinema para nos revelar a mais recente aposta dos irmãos Wachowski.

É impossível não criar expectativas elevadas quando se vai ver um filme destes realizadores; e Jupiter Ascending não será excepção. Aliás, muito pelo contrário: temos imagens fantásticas e sequências de acção no trailer que nos fazem imaginar um novo épico de proporções nunca antes vistas. E então... como é que resulta?

Jupiter Ascending é o que se poderá chamar de "conto de fadas para um público sci-fi". Temos uma jovem terrestre (Mila Kunis) que, sem saber como nem porquê, se torna na personagem central de uma rede de intriga galáctica; e que será protegida pelo seu "cavaleiro", que em aqui acaba por adoptar as características de "plebeu" e "monstro".

Ao longo de todo o filme será impossível não ir relembrando referências (por vezes quase decalcadas!) de outros filmes e histórias. Star Wars, Spider-Man, Bela e o Monstro, Cinderella, Hunger Games, Super-Homem, Thundercats, e até umas pitadas de Anime... Jupiter Ascending acaba por ser um épico "mash-up" de tudo isto e mais... e o mais surpreendente é que tudo isto acaba por resultar de forma agradável (mas sem surpresas).


Há apenas um reparo técnico/crítica a fazer: é que novamente estamos perante um filme onde fica claramente demonstrado que os 24fps são insuficientes para nos mostrar as (muitas) cenas de acção de forma compreensível. Este era um filme onde se deveria exigir uma versão "high-framerate" (HFR)... Mas lá chegará o tempo disso.



Sem comentários:

Publicar um comentário

Related Posts with Thumbnails